Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Martina Eça

por Sobre.tudo, em 22.12.17

A Martina (martinaeca@outlook.pt) gosta de escrever sobre família e amigos.

Apareceu na minha vida há relativamente pouco tempo e ainda nos estamos a conhecer apesar de me sentir bastante confortável nesta apresentação, uma vez que, temos vindo a desenvolver aquele 'Wow! Parece que te conheço desde sempre!!'. 

É a típica pessoa que nos apetece esbofetear quando vamos desabafar um conflito, tão simplesmente porque consegue, tipo SEMPRE, ver o lado da outra pessoa! E mostra-nos e quando nos damos conta, nós que entrámos na conversa cheios de razão, começamos a sentir-nos miseráveis! Eu que nem sou de violência acho que ela se mete de jeito!

Também é muito dura a dizer as coisas. Às vezes questiono-me se quando tem alguma coisa a dizer, na qual acredita muito, volta a ser uma criança sem filtro. Não tem. Não é polida, nem gentil, nem meiga. Vomita pra'li as suas opiniões, sempre muito bem fundamentadas e cheias de lógica e nós ficamos a tentar perceber o que é que nos atingiu até percebermos que foi mesmo a nossa amiga!!

É, obviamente, a ela que recorro sempre que desejo uma opinião honesta. Também lhe recorro quando tenho dúvidas se estarei a ser injusto com alguém e quando preciso de um esboço de rumo claro e objectivo. Recorro muitas vezes, portanto. 

A verdade é que gosto dela assim. Brutinha. 

É extremamente assistencialista. Não acredito que o faça apenas por altruísmo, ela própria aliás, muitas vezes diz que ajudar os outros é um ato de puro egoísmo. E disserta sobre a tal hormona que o altruísmo desperta que é um dos componentes dos antidepressivos e tal. Com bom rigor, seja lá qual for a motivação, ela está sempre lá. E dobra-se e desdobra-se para estar sempre lá. E não se limita a fazer o que lhe pedem, não. É muito boa a ir além do que lhe pedem. A dar aquele toque final de mimo, atenção e cuidado. Acho que é por isso que toda a gente lhe tolera o mau feitio, porque tem bom coração. 

Não colecciona rancores, mas guarda mágoas. Demora uma infinidade de tempo a perceber que determinada pessoa não deve constar da lista de endereços, mas quando percebe, chega a ser assustadora a forma como se desliga e afasta. Também pode ser considerada assustadora a forma como perdoa se for caso disso. Extremos.

Não gosta de ser confrontada e faz os possíveis para se manter afastada de conflitos. Quando não é mesmo possível, faz então os possíveis para levar o conflito até às últimas instâncias. Extremos, portanto. 

A Martina é das pessoas mais claras e objectivas que conheço. Excelente capacidade de argumentação, discurso fluido e lógico. Uma voz de encantar. 

Leonardo Sobral

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:45



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor